Já é hora de falarmos sobre um dos heróis não celebrados do processo de recrutamento: a verificação de referências.

É claro que não é tão glamoroso como as ofertas de emprego ou tão cheio de adrenalina como as entrevistas. Mas é como o ketchup das suas batatas fritas – você pode nem sempre pensar nisso, mas faz uma grande diferença!

Então, está pronto para se tornar o Sherlock Holmes do setor da contratação de pessoal?

Continue a ler para conhecer as principais dicas de verificação de referências e as perguntas obrigatórias que deve fazer!

O que é a verificação de referências e porque é importante?

controle de referências

Checagem de referências refere-se ao momento em que o recrutador valida o histórico profissional, o desempenho profissional, as competências e a adequação geral do candidato à função, falando com referências profissionais. Hoje, uma rápida pesquisa nas redes sociais também se tornou uma referência comum ou uma verificação de antecedentes comum.

Estas referências são normalmente empregadores anteriores, colegas de trabalho ou subordinados diretos que fornecem uma imagem mais completa das capacidades e da ética de trabalho do candidato.

Esta etapa ocorre normalmente quando um candidato já foi considerado para contratação ou imediatamente antes da fase de integração. Essencialmente, é a versão de recrutamento de “confiar, mas verificar”, ajudando a garantir que um candidato promissor é realmente tão bom como aparece no seu currículo e na entrevista.

Imagine que está comprando um notebook. Encontrou o perfeito. Mas você compra sem ler as avaliações ou verificar as referências? Não, né? E é exatamente essa a importância da verificação de referências no recrutamento!

Para além de compreender melhor o percurso do seu candidato, eis mais algumas razões pelas quais deve efetuar uma verificação de referências para todas as suas potenciais novas contratações.

1. Verificação das alegações

Esta é a fase em que verifica as promessas feitas num currículo. Um candidato pode se gabar da sua experiência, competências ou qualificações, mas só uma referência pode autenticar essas afirmações.

Os anteriores gestores, supervisores e colegas de um candidato são pontos de contato perfeitos se estiver num local onde não pode efetuar uma avaliação do candidato.

2. Previsão do desempenho

Uma referência pode oferecer informações valiosas sobre o desempenho profissional anterior de um candidato, o que muitas vezes é um bom indicador das suas ações futuras. Saber como um candidato lidou com tarefas, geriu o stress ou atingiu objetivos anteriormente pode indicar o seu desempenho na sua organização.

3. Identificar a adequação cultural correta

Perceber se um candidato se adapta bem à cultura da sua empresa é igualmente crucial. Uma referência que tenha trabalhado de perto com o candidato pode esclarecer os seus valores, estilo de trabalho e competências interpessoais.

4. Atenuação dos riscos

A verificação de referências ajuda a evitar os custos e as perturbações de uma má contratação. Pode poupar a sua organização das dores de cabeça e do esforço financeiro associados a más decisões de contratação, identificando precocemente potenciais sinais de alerta, tais como problemas recorrentes com colegas ou um histórico de saltos de emprego.

5. Manter e promover a transparência

Promove um processo de contratação transparente, demonstrando que a organização valoriza a devida diligência e a justiça. Isto pode melhorar a reputação da empresa entre os candidatos a emprego, a tornando mais atrativa para candidatos de elevada qualidade.

Agora que já estabelecemos o porquê vamos explorar o que deve se procurar numa verificação de referências.

Que informações deve pedir numa verificação de referências?

controle de referências

1. Verificação da função

Esta é a primeira e mais básica informação. Deve certificar-se de que a função, as responsabilidades e o cargo anteriores do candidato estão de acordo com o que lhe foi apresentado.

Se o CV do candidato diz “Diretor de Marketing”, mas o seu anterior empregador diz “Assistente de Marketing”, você sabe que há uma incompatibilidade que precisa de ser resolvida.

2. Avaliação do desempenho

Depois de ter estabelecido o básico, se aprofunde no desempenho do candidato na sua função anterior. Pergunte sobre as suas realizações, desafios enfrentados e impacto global. Isto pode proporcionar uma compreensão tangível das suas capacidades e do seu potencial para produzir resultados.

3. Dinâmica em equipe

Por mais importante que seja o desempenho individual, é também fundamental compreender como o candidato funciona numa equipe. Pergunte sobre a sua capacidade de colaboração, o seu impacto na moral da equipe e como lidaram com os conflitos.

4. Motivo da saída

Compreender porque um candidato deixou a sua função anterior pode oferecer um contexto inestimável e destacar potenciais sinais de alerta numa nova contratação. Poderá descobrir alguns padrões comuns demonstrados pelo candidato em locais de trabalho anteriores.

5. Potencial de recontratação

Esta pergunta crítica é o ponto culminante da sua verificação de referências. Esclareça se a referência contrataria de novo o candidato se lhe fosse dada a oportunidade. Uma resposta positiva neste caso pode sublinhar e validar todas as informações positivas recolhidas até à data.

6. Capacidade de resolução de problemas

A avaliação da capacidade de resolução de problemas de um candidato pode fornecer informações valiosas sobre as suas capacidades de pensamento crítico e adaptabilidade. Peça à referência exemplos de situações difíceis que o candidato teve de enfrentar e como lidou com elas.

7. Qualidades de liderança

Mesmo que o candidato não esteja se candidatanto a um cargo de gestão, compreender as suas capacidades de liderança pode ajudar a avaliar o seu potencial de crescimento futuro na sua organização. Pergunte à referência sobre quaisquer casos em que o candidato tenha demonstrado liderança ou tomado iniciativa.

8. Competências de comunicação

A comunicação eficaz é crucial em qualquer função. Informe-se sobre o estilo de comunicação do candidato, a capacidade de articular ideias com clareza e eficácia com que lida com o fato de dar e receber feedback.

Naturalmente, este passo é opcional, uma vez que o processo de entrevista também pode refletir as capacidades de comunicação de um potencial novo empregado.

Melhores práticas para uma verificação de referências bem sucedida

controle de referências

1. Tire o melhor proveito da entrevista

Assim que tiver uma lista confiável das referências do seu candidato, entre em contato e faça uma chamada de referência com cada uma delas. Lembre-se também de reafirmar que têm o consentimento do candidato em questão, pois precisará de mais do que uma ou duas frases da referência para compreender melhor a ética de trabalho, o carácter e as competências do candidato.

Antes de efetuar a ligaçãoPara obter mais informações sobre a entrevista, prepare uma lista de perguntas que sejam relevantes para o cargo e que abranjam todos os aspectos importantes que são absolutamente inegociáveis. Isto irá ajudá-lo a manter-se concentrado, a manter-se no caminho certo e a assinalar todas as caixas importantes.

2. Forneça uma breve descrição das funções

É sempre vantajoso fornecer uma breve descrição do emprego para a referência antes de lançar as perguntas. Isto vai ajudá-los a compreender o que a posição exige, o que procura e como o candidato poderá desempenhar o seu trabalho.

Informe-se sobre a capacidade do candidato para trabalhar em equipe, gerir conflitos e lidar com a pressão. Isto vai te dar uma ideia das suas competências interpessoais e da sua capacidade de se integrar na cultura da sua empresa.

3. Limite-se a perguntas abertas

Ao selecionar o questionário para a verificação de referências, preste atenção. Tenha sempre em consideração as perguntas que o podem ajudar a obter informações verdadeiras sobre o candidato, de modo a tomar a melhor decisão de contratação.

Utilize a descrição do posto de trabalho para elaborar uma lista que vá ao cerne do perfil do candidato. Faça perguntas abertas que encorajem respostas detalhadas em vez de fazer perguntas de sim/não.

4. Crie espaço para respostas descritivas

Quando entrevistar a referência, mantenha uma conversa. Convide-os a ir além das respostas simples e óbvias. Por exemplo, apresente um cenário e pergunte como o candidato reagiria a essa situação.

Pergunte sobre as realizações do candidato, os projetos em que trabalhou e as áreas a melhorar. Isto irá fornecer uma ideia dos seus pontos fortes e fracos. Evite perguntas ou afirmações que conduzam à obtenção de uma resposta que se adeque ao que procura.

5. Tenha cuidado com as referências falsas

Existe sempre um potencial subjacente de que as pessoas que constam da lista de referências sejam treinadas e plantadas pelo candidato, também conhecido como referências falsas. Se as referências fornecerem respostas que se contradizem, considere fazer pelo menos mais uma verificação para ver se consegue determinar um padrão.

Pode também fazer uma verificação cruzada, confirmando informações básicas como o cargo, as responsabilidades e as datas de emprego. Isto irá ajudá-lo a verificar a exatidão das informações fornecidas pelo candidato, para além de confirmar a autenticidade da referência.

6. Mantenha notas ou um quadro de pontuação dos candidatos

É sempre aconselhável manter notas detalhadas que cubram o máximo possível de aspectos das suas conversas com as referências. Estas notas podem ser úteis mais tarde, se precisar comparar as respostas ou voltar e ver comentários específicos.

Estes podem também funcionar como provas de certos assuntos que foram tratados ou de declarações que foram proferidas durante a conversa. Ajuda a estar um pouco mais preparado para futuras adversidades.

Para documentar estas notas de uma forma mais simplificada, considere a possibilidade de manter um quadro de pontuação dos candidatos.

7. Mantenha-se a par das leis locais

O que pode perguntar durante uma verificação de referências pode variar de estado para estado e até de condado para condado. Por exemplo, em alguns estados, não se pode perguntar a uma referência sobre o histórico salarial ou coisas relacionadas com um potencial registro criminal.

Certifique-se sempre de que está familiarizado com as leis da sua área antes de efetuar uma verificação de referências. Pode utilizar diferentes recursos e revistas online para se manter a par dos regulamentos das áreas com que lida mais frequentemente.

8. Dê uma olhada no perfil LinkedIn do seu candidato

Se tiver sorte, o seu candidato pode até ter algumas referências de antigos membros da equipe e antigos gestores no seu perfil do LinkedIn. Estas referências pessoais podem ser encontradas na seção “Recomendações” do seu candidato no LinkedIn.

Esta seção é outra forma rápida e fácil de recolher feedback honesto sobre as competências do seu candidato e o tipo de ambiente de trabalho em que trabalhou.

As 21 melhores perguntas de verificação de referências para obter informações úteis sobre os candidatos

controle de referências

Fazer as perguntas certas durante uma verificação de referências pode fornecer informações valiosas sobre a adequação dos candidatos a uma função, ajudando-o a tomar melhores decisões com base em dados. Eis algumas perguntas que o podem ajudar a obter as informações corretas para a vaga de emprego em questão.

Está pronto para utilizar estas perguntas? Basta clicar no botão “copiar” e são suas!

Perguntas introdutórias para começar

  1. Pode confirmar o cargo, as responsabilidades e as datas de emprego do candidato?
  2. Quando cruzou com o candidato pela primeira vez? Como correu a primeira interação?
  3. Como descreveria a personalidade e o perfil de trabalho do candidato enquanto profissional?

Aprofundar o perfil da referência

  1. Porque acha que o candidato o escolheu como referência?
  2. Considera que está em posição de fornecer as melhores informações sobre o perfil profissional do candidato? Por que? / Por que não?
  3. Durante quanto tempo trabalhou com o candidato? Importa-se de falar sobre a relação que partilhou com o candidato a título profissional?

Perguntas orientadas para o desempenho do candidato

  1. Como classificaria o trabalho do candidato numa escala de 1 a 10?
  2. Quais foram os principais desafios da função do candidato na sua empresa? Pode dar alguns exemplos em reais de como o candidato lidou com os obstáculos?
  3. Como o candidato lida com o feedback e as críticas?
  4. Pode descrever a capacidade do candidato de colaborar eficazmente em equipe?
  5. Quais são os principais pontos fortes do candidato e as áreas a melhorar?
  6. Como pensa que o candidato contribuiu para o crescimento geral da sua empresa durante o seu período de trabalho?
  7. O candidato foi promovido durante o seu percurso na sua empresa? Em caso afirmativo. Quais foram as principais qualidades levadas em consideração? Em caso negativo, qual foi a principal razão para tal?
  8. O candidato é confiável e cumpridor das suas responsabilidades e prazos?

Questões finais para uma visão geral

  1. Como acha que o candidato beneficiou do ambiente de trabalho e da cultura da sua empresa? Pode compartilhar uma das suas realizações significativas enquanto trabalhou com você?
  2. Acha que o candidato se adequa à função que estamos oferecendo? Por que ou por que não?
  3. Quais são os fatores-chave que gostaria que fossem levados em conta para contratar o candidato para o nosso cliente?
  4. Como é que a sua futura empresa, enquanto organização, pode garantir que o candidato está no auge da sua produtividade?
  5. De acordo com os seus conhecimentos sobre o candidato, onde é que o vê nos próximos 5 anos?
  6. Recomenda que o candidato ocupe cargos de chefia nesta empresa no futuro? Por que ou por que não?
  7. Voltaria a contratar este candidato? Por que ou por que não?

Perguntas mais frequentes

1. Que tipo de perguntas um pode recrutador fazer às referências fornecidas por um candidato?

Normalmente, os recrutadores podem pedir referências sobre o desempenho profissional, os hábitos de trabalho e as competências interpessoais do candidato. Podem também verificar informações factuais, tais como títulos de emprego, responsabilidades e datas de emprego.

2. Quais são as perguntas cruciais para a verificação de referências que os recrutadores não devem deixar passar?

Algumas perguntas importantes incluem a pontualidade do candidato, o seu desempenho, a sua capacidade de trabalhar em equipe e os motivos que o levaram a deixar a empresa. As respostas a estas perguntas podem fornecer informações valiosas sobre a aptidão do candidato para o cargo.

3. Um empregador deve perguntar sobre o salário de um candidato durante uma verificação de referências?

Embora isto possa variar de acordo com o local e a política da empresa, em geral, considera-se boa prática concentrar-se nas competências, experiência e desempenho do candidato e não no seu salário anterior. Algumas regiões têm leis que proíbem os empregadores de perguntarem sobre o histórico salarial de um candidato, por isso, certifique-se sempre de que está respeitando os limites legais.